Costura urbana

por aí 2

Imagens: arquicostura.com

Se você acha que ponto e cruz é coisa da vovozinha, está muito enganada. Nos dias de hoje, enquanto as vovós andam fazendo mil outras coisas, a arte manual foi pras ruas.

Pelo menos nas ruas da Espanha você pode encontrar belos bordados de rosas como aqueles de antigamente, ornando casas, lojas e paredes, espalhando ternura pela cidade.

por aí 1

Imagens: arquicostura.com

É o trabalho de Raquel Rodrigo, que realmente usa a técnica de crochê pra envolver os espaços com sua arte. A moça usa uma telinha fina e sai entrelaçando com lã e muito talento pontinho por pontinho, até formar o desenho.

por aí 3

Imagens: arquicostura.com

Por enquanto seus trabalhos andam por Madrid e Valencia, mas a gente não ia achar nada mal se ela viesse trazer um pouco dessa delicadeza para cá!

Arte em flor

décor 1

ecoviladamontanha.org

À primeira vista parecem arranjos simples, de uma simplicidade comovente, é preciso dizer. Mas um olhar mais atento observa um desenho complexo, que combina texturas, cores, ritmo e formas na mais perfeita harmonia. Assim é a Ikebana, arte floral japonesa que tem muito mais a dizer e mostrar que um primeiro olhar podem ver.

Ao contrário dos arranjos ocidentais, que valorizam as cores e a quantidade de flores, o princípio da Ikebana prega o minimalismo, misturando beleza, delicadeza e simbolismo em cada detalhe, para criar o encantamento do todo.

décor 2

Fotos: Kawase Toshiro

Muito além das flores, a técnica equilibra o uso de galhos, folhas, frutos e caules representando o céu, a terra e a humanidade em um balanço perfeito que alinha regras precisas, foco e, claro, muita sensibilidade.

Apesar de secular, a Ikebana hoje em dia agrega diferentes formas e técnicas, mas sem perder sua área sagrada. A arte nasceu como forma de oferenda a Buda e continua representando uma bela forma de respeito à natureza, trazendo sempre alegria e paz aos ambientes que ocupam.

décor 3

Fotos: wikipedia.org | oncewed.com

Arte, décor e natureza que cabem num pequeno vaso!

Bodas de couro

post it 2

Fotos: Vogue Runway

Tradição não se constrói da noite para o dia, que o diga a marca italiana Bottega Veneta. Criadora de um estilo único de trançar couro, ela começou em 1966 com a intenção de vender peças com qualidade excepcional. Não demorou para a marca alcançar seu ideal de qualidade e discrição, e logo começou a circular nas mãos de mulheres chiques como Jackie Kennedy Onassis.

post it 3

Fotos: Vogue Runway

Nos anos 90 a tradição deu lugar a ostentação e a marca parecia ter perdido rumo, até a entrada de Tomas Maier, estilista alemão com talento de arquiteto que trouxe o glamour do passado de volta à marca.

post it 1

Fotos: Vogue Runway

E se passaram 15 anos desde que Maier voltou o olhar para o couro de qualidade indescritível, colocando também sua precisão em peças de pret-a-porter feminino e masculino que até hoje encantam na Semana de Moda de Milão. Que a tradição continue marcando o futuro!

Toda forma de amor

papo família 1

Fotos: katetparkerphotography.com/BLENDED/20

Definitivamente não existem barreiras para o amor. O amor atravessa, supera, realiza, o amor renova, mobiliza, mistura. E às vezes é tão real que salta aos olhos, como no caso da série “Blended”, da fotógrafa Kate Parker.

Num trabalho que combina talento e sensibilidade, Kate retratou a chegada do sobrinho adotado, e mostra em imagens tocantes o amor de toda família brotando pelo novo bebê.

papo família 2

Fotos: katetparkerphotography.com/BLENDED/20

O nascimento do pequeno Sam não foi cercado de cuidados pela família, que não curtiu mês a mês o crescimento da barriga ou as novidades do futuro bebê, o que não significa que o amor seja diferente, menor ou menos incondicional.

É amor igual, imenso e ele transborda a cada foto, a cada olhar, a cada sorriso. E contagia, ah, contagia.

papo família 3

Fotos: katetparkerphotography.com/BLENDED/20

Um viva a toda forma de amor (e a toda forma de família)!

Um passeio por Porto

Famosa por ser dona de um dos mais famosos vinhos do mundo, envelhecidos nas caves junto ao Rio Douro, Porto é uma cidade que transborda história e charme. O seu centro histórico, Patrimônio Mundial da UNESCO, conserva edifícios históricos magníficos. Sua arquitetura do período barroco coincide com a riqueza e glória alcançadas por meio do comércio de vinho do Porto. Hoje, no Dia do Turismo, destacamos aqui os lugares imperdíveis fazendo um tour a pé por essa linda cidade.

porto 1

Foto: gardenvisit.com

Começamos pelo Jardins do Palácio de Cristal, esse da foto acima, lugar ideal para ter uma primeira perspectiva da cidade do Porto e de Gaia, que fica na outra margem do rio. Dos jardins, a vista é privilegiada. Vale a pena visitar!

Deixando o Palácio de Cristal, indo pela Rua D. Manuel II, chegamos ao Hospital S. Antonio, um dos mais antigos e importantes hospitais da cidade. Olhando de cara a arquitetura da fachada principal, jamais diríamos que é um hospital, não é mesmo?

Seguindo pela Rua do Carmo, encontramos duas igrejas que vale a pena conhecer: Igreja do Carmo e Igreja das Carmelitas. Continuando, do lado direito tem um edifício que pertence à Universidade do Porto. Atravessando esse pátio, à sua direita, você encontrará a Rua das Carmelitas. No início dela, passamos pela Livraria Lello, considerada a terceira mais bonita do mundo. Uma curiosidade bacana: ela inspirou o cenário do filme Harry Potter.

porto 4

Foto: ruralea.com

Linda, né? Continuando: no final da rua avistamos a igreja Torre dos Clérigos. Não deixe de subir as escadas até ao miradouro no seu topo, 0 ponto mais alto da cidade, com uma vista de tirar o fôlego. Em seguida, descendo a Rua dos Clérigos, chegamos à Avenida dos Aliados, uma das mais importante do Porto. Ela abriga desde o edifício da Câmara Municipal até o mais “elegante” McDonalds que já vimos por aí!

No final da Avenida dos Aliados, virando à direita e caminhando mais um pouco, passamos pelo Mercado do Bolhão (o mais típico do Porto, vale muito a pena visitar). Descendo a Rua de Santa Catarina (repleta de lojas), é obrigatório fazer uma parada no Café Majestic. Se já estiver na hora do almoço, aproveite para comer porque é uma delícia. É o mais antigo e famoso café de lá, um charme só.

porto 2

Foto: mafaldaagante.com

Continuando a descer a rua, no final passamos pela estação de trem de São Bento. Por dentro, o enorme painel de azulejo vale um prêmio top ten de estações mais bonitas do mundo.

Descendo a Avenida Vimara Peres, chegamos à Catedral e, depois, ao Palácio da Bolsa. O interior dele é uma beleza só! Ah, aconselhamos  verificar os horários das bilheteiras com antecedência.

porto 3

Depois do Palácio da Bolsa, sugerimos que você pegue a Rua Infante Dom Henrique, vire à direita na Rua São João e desça junto ao rio até ao Cais da Ribeira. A zona lá muito típica e bela. Do outro lado do rio, encontramos o Cais de Gaia, local das caves de Vinho do Porto. No Cais da Ribeira, cruze a ponte D. Luis e visite as caves da Calem.

porto 5

Foto: Hotel Yeatman

Agora, após rodar a cidade, nada mais justo que pegar um táxi e subir até  à varanda do Hotel Yeatman. A vista é absolutamente sensacional!