Branco encanto

Todo Bem | Albinos

Imagens: instagram.com/yuliataits

Cercados de lendas, mistérios e olhares, pessoas e animais albinos sempre geraram curiosidade em quem não entende muito bem o que os faz ser como são. É simples: por razão genética eles não têm pigmento nos cabelos, nos olhos e na pele, o que também gera muita fragilidade na exposição ao sol e alguns problemas de visão.

Todo Bem | Albinos

Imagens: instagram.com/yuliataits

Não é à toa que arrancam olhares, sua beleza é inquestionável. É o que mostra a fotógrafa Yulia Taits, que volta suas lentes para albinos, revelando a beleza e o exotismo da diferença.

Todo Bem | Albinos

Imagens: instagram.com/yuliataits

O ensaio tem um perfume de magia e nenhum tiquinho de maquiagem ou retoque, são bebês, crianças e adultos fotografados como eles são. O pano de fundo e o figurino todo branco ressalta ainda mais as nuances dos tons e matizes da cor dos fotografados.

Bonita é a natureza da gente, bem do jeito como ela é!

Como mãe e filha

Papo Família

Imagem: www.fifiandmo.com

O Instagram não deixa de nos surpreender com lições de afeto. Nessa semana, nos deparamos com mais uma bela história de amor e superação, dessas que são impossíveis de não compartilhar.

A pequena Finley foi adotada ainda bebê por Christina, que hoje luta para que sua filha de 3 anos consiga andar. A pequena tem paralisia cerebral, o que impede o movimento pleno das pernas, iniciando uma batalha encarada com muita graça e leveza pelas duas.

Papo Família

Imagem: www.fifiandmo.com

Através do site Fifi + Mo e da conta no Insta, mãe e filha compartilham um dia a dia como quase qualquer outro, só que cheio de união e estilo, entre looks iguais, muitos passeios e sessões de fisioterapia da menina.

Papo Família

Imagem: www.fifiandmo.com

Além das imagens que transbordam esperança, o site também serve como plataforma para compartilhar histórias de adoção entre mães de crianças com necessidades especiais. Bacana demais!

 

Tudo igual

Tudo igual

Imagens: reprodução

Não que faltassem razões para gente adorar a Holanda. O país das bikes, dos belos canais, dos moinhos e da liberdade acaba de conquistar de vez nossos corações. Depois de ver um casal homossexual ser agredido por estar de mãos dadas, os homens do país, na maioria héteros, uniram-se numa campanha cheia de empatia.

Eles passaram a andar de mãos dadas como símbolo de solidariedade e também para mostrar que é com amor que se combate a violência. Políticos, policiais e homens comuns, de toda parte, começaram a andar pelas ruas livres de qualquer preconceito.

Tudo igual

Imagens: reprodução

O manifesto simples e bonito pelo fim da homofobia acabou se espalhando pelo mundo e chegou a Nova Iorque, onde membros da equipe holandesa da ONU também se fotografaram de mãos dadas.

Tudo igual

Imagens: reprodução

Primeiro país a liberar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em 2001, a Holanda segue levantando uma bandeira libertária pela igualdade, e dando um belo exemplo ao mundo todo. Incrível é pouco!

Plantando o futuro

Agricultura Sintrôpica

Foto: agendagotsch.com

O conceito é um tanto complexo a princípio, mas basta dizer que vem recuperando o meio ambiente de áreas até então desoladas da nossa mata tropical. A agricultura sintrópica é sustentável e prega trabalhar a favor da natureza, não contra ela, incorporando conceitos ecológicos em todos os detalhes do manejo de agroecossistemas.

Se ainda parece um pouco confuso, basta uma pesquisa no projeto Agenda Gotsch para clarear a ideia e ficar confiante de que podemos sim construir um futuro melhor.

Agricultura Sintrópica

Foto: agendagotsch.com

Pelo menos é o que faz Ernst Gotsch, suíço que a arquiteta Bel Lobo já havia citado por aqui como figura que a inspira. O agricultor e pesquisador se lembra de ter começado sua relação com a terra aos 3 anos, é autodidata na criação de um sistema cujos resultados são impressionantes. Com total de 34 anos de pesquisas entre sua terra natal, Alemanha e Costa Rica, em 1982 Gotsch finalmente fincou os pés no Brasil, onde já recuperou plenamente cerca de 410 hectares com o método que criou.

Para entender um pouco mais, dê play no documentário que conta melhor a história desse gringo, que pode transformar a mata tropical do nosso Brasil:

Para ter fé e se inspirar!

Para meninas e mulheres

História de ninar para garotas rebeldes

Imagem: reprodução/divulgação

Para as mães e para as filhas, para crianças e para as grandinhas, para mulheres como eu e você, esse livro que acaba de ser lançado no Brasil merece muito a leitura. E a releitura, sempre. Afinal, não faltam inspirações em suas páginas.

“Histórias de ninar para garotas rebeldes” é uma criação de duas italianas, que andavam cansadas de contos infantis cercados de princesas desprotegidas à espera de um príncipe encantado. Esse está longe de ser o exemplo que seguimos e que queremos dar às nossas meninas, que crescem cada vez mais cercadas por mulheres fortes.

História de ninar para garotas rebeldes

Imagem: reprodução/divulgação

O livro apresenta uma coleção de mulheres reais incríveis, que em áreas como arte, ciência, ativismo social, moda e esporte fizeram e ainda fazem a diferença. Entre elas, estão Frida Kahlo, Coco Chanel, Malala e até Cleópatra, que marcaram e revolucionaram a história.

As brasileiras não podiam ficar de fora. Também estão no livro a surfista de ondas gigantes Maya Gabeira e a poetisa Cora Coralina. Embora saibamos que ainda existem muitas outras memoráveis, nos sentimos bem representadas. E você?

História de ninar para garotas rebeldes

Imagem: reprodução/divulgação

Para passar o fim de semana com pés para cima e bem acompanhada!